História


  • PROGRAMA - EJA Mundo do Trabalho

    A Escola Municipal de EJA Albertina Hanser desde 2013, aderiu ao Programa EJA Mundo do Trabalho, que, por meio de convênios com as secretarias municipais e estaduais de Educação, oferece a etapa do Ensino Fundamental II, àqueles que não tiveram acesso à escolarização na idade apropriada. O diferencial desse programa é o enfoque dado, em todas as disciplinas, às questões referentes ao trabalho no mundo contemporâneo.

    O Programa oferece ao aluno material didático (livros de todas as disciplinas e específico do trabalho), e os professores recebem suporte técnico- pedagógico, bem como vídeos-aulas, que diferencia em uma linguagem apropriada aos alunos de Educação de Jovens e Adultos.

    A Fundap - Fundação de Desenvolvimento Administrativo, assessora a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) na elaboração, implantação e avaliação do programa EJA Mundo do Trabalho.

    Fonte de Dados:

    Documentos e Registros da Secretaria Municipal de Educação de Caieiras

    Decreto Municipal nº 4013 de 05/06/1996

  • SISTEMA DE MONITORAMENTO POR CÂMERAS

    Diante do crescimento constante de nossa rede de ensino e da necessidade em aumentar e priorizar a segurança de nossas crianças, foi estabelecido, em meados de 2011 o Sistema de Monitoramento. Nossas escolas passaram a contar com câmeras de vigilância em tempo real e constante, 24 horas por dia, e sistema completo de alarme.

    Hoje são 200 câmeras fixas instaladas nas 35 escolas de nosso município, contemplando ainda, a Secretaria de Educação e os Ginásios de Esportes. Cada unidade conta com equipamento de gravação e pode visualizar em tempo real ou retroceder as imagens de suas respectivas câmeras.

    Além disso, foi criada a Central de Monitoramento SME, que tem acesso a todas as câmeras instaladas nas escolas, e ainda conta com 09 câmeras robotizadas com controle de movimentação e zoom, instaladas em ruas próximas de alguma escola, tudo isso para colaborar com a vigilância de nossas escolas e prestar apoio e suporte diante de problemas técnicos, mantendo contato direto com nossos diretores, melhorando a agilidade e eficiência na solução de eventualidades.

    Todo esse sistema de monitoramento e segurança é integrado a Guarda Civil Municipal, que mantem vigilância ostensiva de nossas escolas 24 horas por dia, junto a Central de Monitoramento GCM, que também mantém contato direto com a Central de Monitoramento SME e com as escolas.

    Com esse planejamento avançado, já nos primeiros meses de funcionamento, houve redução considerável do número de ocorrências envolvendo a rede de ensino, atualmente, existe tramitação de processo para aquisição de mais 100 câmeras fixas que serão distribuídas entre as escolas aumentando ainda mais o nível de segurança de nossa rede.

    Fonte de Dados:

    Documentos e Registros da Secretaria Municipal de Educação de Caieiras

  • Desde o ano de 2009, com a ampliação do número de unidades escolares na rede municipal de ensino, a supervisão da qualidade e manutenção de equipamentos, móveis e utensílios, isto é, o patrimônio da Secretaria Municipal de Educação, passou por uma reorganização, no sentido de otimizar o trabalho.

    O setor de patrimônio, antes unificado, foi dividido em duas partes: patrimônio referente aos objetos de sala de aula e o patrimônio referente aos objetos utilizados nas cozinhas das escolas. Para cada uma destas repartições, foi designada uma funcionária responsável pelo registro, arquivo e manutenção dos objetos.

    Em relação ao patrimônio da cozinha, nas unidades escolares cada eletrodoméstico, por exemplo, recebe uma identificação com o número de registro visível.

    A cada seis meses, os responsáveis pelo patrimônio visitam as escolas para elaboração de um relatório mensal com anotações sobre a manutenção de cada objeto. Ainda supervisionam a entrada e a saída dos equipamentos, móveis e utensílios, bem como a compra dos mesmos para cada escola.

    Portanto, o patrimônio como um bem público é zelado constantemente no intuito de proporcionar a maior qualidade possível, garantindo a efetiva utilização desses materiais.

    Assim, faz-se uso de todos os recursos necessários para que a unidade escolar, sala de aula e cozinha, possam preparar e ofertar a alimentação adequada e segura nutricionalmente aos alunos matriculados.

    Fonte de Dados:

    Documentos e Registros da Secretaria Municipal de Educação de Caieiras

  • A Escola Municipal de Educação de Jovens e Adultos Albertina Hanser, mantida pelo Poder Público e administrada pela Secretaria Municipal de Educação, jurisdicionada à Diretoria de Ensino de Caieiras, atende alunos de Ensino Fundamental, EJA I e EJA II ( Supletivo ).

    A Escola foi criada pelo Decreto Municipal nº 4013 de 05/06/1996 e iniciou suas atividades neste mesmo ano nos seguintes bairros: Centro ( EMEMI Tia Ilse), Laranjeiras ( EMEMI Irmã Elza Gomes ), Vila Rosina ( EMEMI Luzia Pezenti) e Jardim dos Eucaliptos ( EMEMI Antonio Furnaletto) somente com a EJA I ( 1ª à 4ª séries ) em substituição ao antigo MOBRAL que realizava um trabalho de alfabetização com professores voluntários há muitos anos no município.

    A Escola Albertina Hanser funcionou nos anos de 1996 e 1997 nestes prédios das EMEMIS e no ano de 1998 passou a ter prédio próprio localizado à rua Bolívia nº 470, com 8 salas de aulas, trazendo os alunos dos diversos bairros para um único local, oferecendo condução e merenda grátis aos alunos. Até o ano de 2003 funcionou somente com o ciclo I ( EJA I ), a partir de 2004 teve autorização de funcionamento para o ciclo II ( EJA II ) , também, onde mantém os cursos até hoje de 1ª à 8ª séries do Ensino Fundamental ( Supletivo).

    A Escola Municipal de EJA Albertina Hanser funciona atualmente no prédio da EMEF Joaquim Osório de Azevedo situada à Rua João Dártora nº 400, Jardim São Francisco, Caieiras. A Escola Albertina Hanser promove a Educação de Jovens e Adultos e tem por princípio que a construção do conhecimento é indispensável ao exercício ativo e crítico da cidadania na vida cultural, política, social e profissional.

    PÚBLICO ALVO

    O Público alvo é fundamentalmente constituído por jovens e adultos do município e migrantes de outros estados, que concluíram ou não iniciaram seus estudos em idade apropriada, muitas vezes por falta de condições e oportunidades. São em sua maioria jovens, trabalhadores e idosos que retomam seus estudos em busca de maior aprendizado para terem condições de concorrerem ao mercado de trabalho atual.

    A baixa escolarização ocorre por inserção precoce no mercado de trabalho ou por uma história de sucessivas dificuldades no percurso, dificultando sua permanência em sala de aula, determinando muitas vezes a desistência do curso.

Rua Bolívia, 470 - Santo Antônio - Caieiras/SP (11) 4442-7111